Whatsapp

Confira nossa 2ª edição sobre empreendedorismo







     A história da Anna no mundo do empreendedorismo começou quando ela tinha 22 anos e estava se formando como Designer de Interiores. “Sempre sonhei em ter meu próprio negócio, independente do que fosse. Não me importava com o que seria, apenas queria ser dona do meu próprio negócio”, diz.
 
     Sua intenção era abrir seu próprio escritório logo após se formar, então estabeleceu que trabalharia por um período de 2 anos, mas desistiu após compreender que sua área de atuação possuía um mercado muito complicado e instável, e ao invés de abrir seu próprio escritório de Arquitetura e Interiores, abriu uma loja de presentes criativos que deu certo nos primeiros 5 meses, mas que pouco a pouco viu sua empresa ter perdas consideráveis nas vendas, o que a obrigou a encerrar suas atividades na área.
 
     “Eu tinha medo de fracassar e ser obrigada a trabalhar com algo que eu não gostasse, mas não deixei o medo atrapalhar minha vida, simplesmente segui em frente”.
 
     Anna Renata Torino Francisco, seu nome de batismo, abraçou em 2018 a oportunidade de dar continuidade em uma gráfica que possuía uma excelente reputação na região de Mogi das Cruzes; a Gráfica Gigio.
 
     “Não é fácil manter uma empresa que já estava em andamento, mas é gratificante quando você consegue manter o mesmo padrão de qualidade e melhorar ainda mais a experiência do cliente com a empresa. É sensacional! Já atuei em vários segmentos, na área do marketing, na publicidade, mas a maioria delas na área da construção, e hoje atuo na área de impressos e publicidade online. Trabalhar com criatividade é o que me move. Em todos os negócios existem dificuldades, porém nos pequenos negócios parece que a rotina é ainda mais difícil, pois existem menos recursos e menos mão de obra, então muitas vezes o empresário ou a empresária precisa lidar com situações estressantes e burocráticas, e é claro, com a competitividade de empresas que já atuam na área”.
 
     Liderança
 
     “Um líder não deve tratar mal seus funcionários, não pode prejudicá-los. O incentivo ao funcionário é fundamental, seja ele financeiro ou não. A pessoa deve saber que pode crescer com a empresa, que é respeitada, que seu reconhecimento o fará ter prazer em ser parte da empresa”.
 
     Conselho
 
     “Temos que compreender o fato de que somos seres imperfeitos, que todos nós vamos errar. Não nascemos sabendo de tudo, nem como lidar com todas as situações, mas a maturidade e a experiência te faz um profissional cada dia melhor. Ninguém quer errar, mas quando o cometemos temos que enxergá-lo e imediatamente transformá-lo em conhecimento. O medo não deve nunca ser maior que seus sonhos. Não tenha medo de arriscar e de falhar, vai com medo mesmo. O sucesso é consequência de vários erros que no final, deu certo”.
 




     O sonho da Andressa Sugano sempre foi ser blogueira, mas definir um nicho era difícil, pois há de tudo na internet, qualquer tipo de assunto você encontra na internet. Escrever um blog não é tão fácil quanto à maioria pensa, aponta Andressa: “me coloquei na zona de conforto por muito tempo por pensar que eu não conseguiria ter um blog, por pensar que não conseguiria expressar sentimentos em palavras, então minha própria mente me sabotava, eu tentava colocar desculpas para adiar ou não dar início ao que eu realmente queria, que era ter um blog”.
 
     Com o casamento se aproximando, Andressa se via perdida no grandioso Mundo das Noivas, e resolveu escrever sua própria experiência, seus erros, seus acertos e a dificuldade de encontrar bons fornecedores, produtos de boa qualidade, bons profissionais para atuar em seu casamento. Então muitas de suas preocupações e a capacidade de solucionar os problemas começaram a ser narradas em seu blog, fazendo com que o blog se tornasse uma espécie de “diário de bordo”.
 
     "Como blogueira, acredito que exista dificuldade quando não se há criatividade. Procuro me reinventar todos os dias, inclusive, eu havia dificuldade de falar em público e de me expressar, mas posso afirmar que isso já está sendo superado. A sensação de escrever e se comunicar com as pessoas é maravilhosa, sentir o carinho das meninas que querem casar ou que já estão organizando o sonho delas, ouvir que você ajudou elas a encontrar problemas que até profissionais da área possuíam dificuldade em solucionar, não existem palavras para expressar essas sensações".
 
     A cada semana que passa a Andressa relata alguma experiência em seu blog, dicas e até sugestões de fornecedores. Todo fornecedor, todo profissional que pretende anunciar em seu blog passa por uma criteriosa avaliação, isso ajuda a garantir mais confiança para a noiva na hora de decidir por um profissional ou uma empresa.
 
     “Um grande desafio que as noivas enfrentam é de encontrar profissionais competentes. Quero dizer, a empatia é de extrema necessidade, a noiva precisa de todo apoio e carinho, uma mão amiga para saber que tudo sairá do jeitinho que ela contratou. É difícil encontrar empatia nesse mercado de casamentos, mas eu cheguei, meninas!”.
 
     Para Andressa, humildade, empatia e respeito é a base para o seu negócio, e fala sem rodeios que se espelha em sua antiga chefe.
 
     "Fale dos assuntos que você gosta, da sua maneira, seja autêntica, seja você mesma. Tudo que você transmite ao Universo, ele responderá. Eu sou uma pessoa autêntica, me mantenho sempre com bom humor. Gosto de aconselhar as noivas sobre as experiências que tive, as dificuldades, sobre os profissionais, tendências, e eu devo ter mencionado inúmeras vezes no meu blog; quebre protocolos, é seu dia, o seu, seu casamento, nada importa mais que a sua felicidade".
 




     Empreender exige paixão e automotivação além de um trabalho contínuo. Os principais motivos dos Microempresários que decidem entrar no mundo do empreendedorismo são conhecimento ou experiência na área de atuação e a vontade de ter o próprio negócio.
 
     “Tenho preparado meus filhos, Rafael e Erika, para o processo de sucessão na empresa, para darem continuidade no negócio, então tenho trabalhado não só na padronização de cada um dos processos tanto no ambiente interno quanto externo da organização, mas principalmente em desenvolver paixão pelo negócio, no respeito com todos os colaboradores que fazem parte da organização, na capacidade técnica e inteligência emocional para prevenção e resolução de conflitos, e graças a Deus este caminho já está sendo percorrido por eles com muita alegria e merecimento”, relata Debora.
 
     Seu primeiro emprego foi em um escritório contábil, e logo em seguida em um banco. Sempre teve um ótimo relacionamento com seus superiores, mas a imagem que tinha de um empresário, de um chefe, era de que para ser empresário tinha que ser viciado em trabalho: “Nunca pensei em ser dona de um negócio, a imagem que eu tinha era que o empresário, o chefe, era workaholic (viciado em trabalho) e isso me assustava um pouco”.
 
     Para Debora, não importa o tamanho da empresa, o mais importante e primordial é conhecer o produto, o mercado, planejar, buscar o máximo de informação e se capacitar no setor que pretende atuar. 
 
     "Temos nos destacado principalmente por proporcionar aos clientes, além de um produto customizado de acordo com a aplicação de necessidade de cada um de nossos clientes, o apoio e respaldo técnico. Acredito que este diferencial é o que nos mantém firmes no mercado".
 
     Dica
 
     “Uma dica, uma sugestão para todos que pretendem empreender ou que já possuem o próprio negócio, é cuidar da gestão de pessoas. As pessoas que compõem sua empresa é o mais importante, busque identificar seu modelo de gestão, e não se afastar da tarefa, e delegue. Delegar, conceder autoridade, atribuir tarefas para outras pessoas é o departamento que deve estar sempre aos cuidados do empreendedor, do tomador de decisão, principalmente em empresas familiares”.
 
     Debora Akemi é diretora e proprietária da Elepaineis. Teve a oportunidade de fundar sua empresa em 2009, e hoje conta com 10 anos de experiência no empreendedorismo. Seu maior desafio foi o requisito técnico da área elétrica, pois sua formação e atuação sempre esteve relacionada à área administrativa e financeira, mas graças ao apoio de sua equipe, essas dificuldades já foram superadas.
 


Mídia impressa X publicidade online



Eis aqui o grande X da questão e que levanta inúmeras dúvidas e debates intermináveis: onde empreendedores devem direcionar seus investimentos em publicidade?
 
Independente de qual seja o seu negócio, é de suma importância o complemento tanto da mídia online quanto da mídia impressa. Ambas devem ser utilizadas no dia a dia, uma complementando a outra.
 
O primeiro item que se destaca é o cartão de visita impresso que é indispensável para relacionamentos profissionais. Quando você entrega um cartão de visita, você cria uma conexão com a pessoa que está recebendo.
 
Além dos seus dados de contato, um cartão de visita expressa uma identidade, e é em muitos casos a primeira apresentação da marca para um potencial parceiro de negócio, cliente, fornecedor, etc. Cartão de visita é uma das maiores ferramentas de networking. 
 
Nem tudo é online, nem todas as chances de se fazer negócio estão na web. A interação humana, reuniões de negócios, ainda faz parte do cotidiano das empresas.
 
Entretanto, ter um site também é crucial para qualquer negócio, é uma forma de apresentar seus produtos e serviços 24 horas por dia, 365 dias por ano.
Investir parte da sua publicidade em mídias sociais também é importante, assim como é importante a presença da marca em impressos como anúncios em revistas, por exemplo.
 
As ações relacionadas ao marketing e à publicidade devem ser feitas em conjunto, utilizando tanto a mídia impressa quanto online.  O objetivo da publicidade é vender o produto ou serviço oferecido pela organização, por isso que qualquer ação relacionada ao marketing ou à publicidade deve ser vista como um investimento, nunca como um gasto a ser destinado apenas se o negócio estiver indo bem, ou investir apenas se tiver saldo em caixa.
 
Cada veículo de comunicação possui uma finalidade específica e será responsável por transmitir a informação ao receptor da mensagem. Existe uma série de fatores a serem analisados para fazer essa comunicação funcionar. Na dúvida conte com a ajuda de um profissional.



MEI X CLT
Por Kalleb Smokou


A grande maioria dos empresários de pequeno e médio porte questionam acerca da possibilidade de contratação de sua mão de obra através de microempreendedores individuais, como alternativa à CLT.
 
A temática merece melhor reflexão para uma resposta objetiva.
 
Pois bem. O MEI é o profissional autônomo que, por auferir renda bruta de até 81 mil reais ao ano, tem a faculdade de constituir uma microempresa Individual.
 
O empregado, por sua vez, é a pessoa física que presta serviços de natureza pessoal, habitual, subordinada e onerosa para a empresa ou equiparado para fins trabalhistas.
 
Sendo a qualidade de pessoa física um dos elementos da relação de emprego, o simples fato de o profissional se constituir como pessoa jurídica já seria suficiente para desconfigurar o vínculo, certo? Depende.
 
Depende daquele adjetivo listado logo ao início: a autonomia. O MEI é, necessariamente, autônomo. A opção por esse enquadramento é uma faculdade do profissional liberal.
 
Um verdadeiro autônomo não é a pessoa física que, por um acordo com o futuro empregador, foi aconselhado a constituir uma pessoa jurídica para que ambos não precisassem suportar os encargos tributários que incidem sobre o salário.
 
A constituição do MEI contemporânea ao início da prestação de serviços e a emissão de notas fiscais sequenciais sempre para aquele mesmo tomador de serviços - conceito de exclusividade - são excelentes indícios de fraude à relação de emprego.
 
Nesta hipótese a Justiça do Trabalho poderia reconhecer o vínculo, e, assim, determinar o pagamento de cada um dos direitos previstos na CLT, como décimo terceiro, férias, depósitos do FGTS e recolhimentos previdenciários, além de outros previstos em acordos e convenções coletivas de trabalho.
 
O microempreendedor individual como alternativa à relação de emprego não é aconselhável, dessa maneira.
 
Aconselhável é a contratação de profissional liberal, seja constituído através de MEI ou qualquer outro enquadramento, quando houver verdadeira autonomia na prestação de serviços.
 
É a hipótese do trabalhador que, sem a interferência direta em como devem ser desenvolvidas e sem o controle de jornada, executa as suas atividades de maneira não contínua e, a seu exclusivo critério, para possivelmente mais de um tomador.
 
Ou seja, mais bem indicado para as atividades periféricas ao objeto social.
 
Os encargos trabalhistas e tributários são excessivamente onerosos para as pequenas e médias empresas, em especial.
 
No entanto, os esclarecimentos acima apresentadas são válidos para que os empresários, por desconhecimento, não venham a ser ainda mais prejudicados no exercício de sua exploração econômica.
 

Kalleb Smokou é bacharel em direito, pós-graduado em Direito do Trabalho e sócio fundador da Advocacia Smokou.




LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS
Por Wilson Almeida Lima
 
Se você tem um negócio de qualquer porte que lida com informações do público, é muito importante estar por dentro. A partir de agosto de 2020, todas as empresas do Brasil precisarão estar em concordância com novas regras, porque as multas para quem não se enquadrar na Lei podem chegar a R$ 50 milhões. A ideia da LGPD é criar uma cultura de respeito à privacidade dos dados. 
 
LGPD é a Lei Geral de Proteção a Dados Pessoais, sancionada em 2018 (Lei Nº 13.709). Ela regulamenta o tratamento que é dado às informações de pessoas colhidas por parte de empresas, especialmente na internet, via formulários. Desde a coleta até a classificação, o processamento, o armazenamento e principalmente a utilização e a transferência. Ao registrar qualquer informação de clientes, toda empresa terá que se sujeitar à LGPD,  no prazo de dois anos para readequação.
 
A lei começa estabelecendo nomenclaturas e criando algumas figuras no processo de tratamento dos dados. Uma das novidades é a instituição da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), órgão responsável por fiscalizar todo o processo. 
 
Alguns conceitos:
 
Dado pessoal: é qualquer informação relativa a pessoa “identificada ou identificável”
Dado pessoal sensível: é informação relativa a origem racial ou étnica, convicção religiosa, opinião política, filiação a sindicato ou organização, saúde, vida sexual ou dado genético ou biométrico.
Consentimento: é a manifestação livre pela qual o titular permite o uso dos dados.
 
O ponto central da LGPD é a necessidade de consentimento expresso do titular para armazenamento dos seus dados. Fica proibido ceder ou vender informações de contato de potenciais clientes para divulgação de produtos e serviços por telemarketing, por exemplo.
 
Está proibido até mesmo o uso dos dados por parte da própria empresa para uma finalidade diferente daquela que foi combinada com o cliente.
 
O que está proibido, segundo a lei: “Acessos não autorizados e de situações acidentais ou ilícitas de destruição, perda, alteração, comunicação ou qualquer forma de tratamento inadequado ou ilícito”.
Entre as sanções previstas para descumprimento, está uma multa de 2% do faturamento total da empresa, limitada a R$ 50 milhões.
 
A ideia é conceder maior amparo aos cidadãos, entre eles a confirmação da existência do tratamento dos dados, acesso aos dados, correção, anonimização, bloqueio ou eliminação de dados, informação sobre com quais entidades públicas ou privadas o controlador compartilhou os dados e a revogação do consentimento.
 
A Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), autorizada em junho de 2019, mostra seriedade sobre fiscalização, quando a lei começar a vigorar. O detalhamento da legislação ao apresentar as definições, deixa claro que todos os processos, automatizados ou não, serão fiscalizados.
 
Wilson Almeida Lima é Bacharel em Ciências Contábeis e proprietário da WLA Assessoria Contábil.
 
GRAFICA GIGIO LTDA. CNPJ: 32.300.767/0001-22
MOGI PLAZA, BOX 91. RUA CASAREJOS, 271 - VILA MOGILAR
MOGI DAS CRUZES / SP - CEP: 08773-300
Fixo (11) 4790-8000
WhatsApp (11) 95034-4010
contato@gigiografica.com.br
Atendimento em dias úteis, de 2ª à 6ª-feira, das 8:00 às 18:00 horas
Gráfica Gigio